terça-feira, 12 de abril de 2016

Eu sou o pão da vida: quem vem a Mim não terá fome

Disse a multidão a Jesus: «Que milagres fazes Tu, para que nós vejamos e acreditemos em Ti? Que obra realizas? No deserto os nossos pais comeram o maná, conforme está escrito: ‘Deu-lhes a comer um pão que veio do céu’». Jesus respondeu-lhes: «Em verdade, em verdade vos digo: Não foi Moisés que vos deu o pão que vem do Céu; meu Pai é que vos dá o verdadeiro pão que vem do Céu. O pão de Deus é o que desce do Céu para dar a vida ao mundo». Disseram-Lhe eles: «Senhor, dá-nos sempre desse pão». Jesus respondeu-lhes: «Eu sou o pão da vida: quem vem a Mim nunca mais terá fome, quem acredita em Mim nunca mais terá sede» ( Jo 6, 30-35 ).
       Persistir e voltar ao passado é uma tentação muito frequente, sobretudo quando ainda não se sabe muito do futuro que se vai tornando presente. O que lá vem, envolve uma dose de desconfiança e medo, pois não sabemos com o que podemos contar. Repetir o que já vivemos, fazer o que já fizemos, dá-nos alguma tranquilidade e sossego. Já sabemos com o que contamos. Na vida pessoal, na vida familiar, na vida profissional, precisamos de nos sentirmos em casa, seguros, saber com o que contámos, sem grandes surpresas. A rotina também solidifica a nossa relação com os outros e com a vida. O que valoriza a festa é a féria, se todos os dias fossem de festa, a festa passava a ser rotina e deixava festa. Mas, muitas vezes, precisamos de abrir as janelas e as portas, para entrar ar fresco e salubre, e para sairmos para que os nossos movimentos nos tornem ágeis e saudáveis.
        Jesus é água vida, e vida nova, é ar puro, alimento que nos sacie, Irrompe pela nossa vida, como uma enxurrada de vida e de compaixão. Ele é NOVIDADE, a grande BOA NOVA, bela notícia de salvação. Vem por inteiro e traz-nos Deus, dando-nos o melhor de Si, dando-Se, entregando a Sua vida, mostrando que o amor de Deus por nós não tem limite, o limite é a eternidade. Desde sempre nos chama, para sempre nos quer com Ele junto do Pai. Não quer que nenhum de nós se perca, quer-nos TODOS com Ele. Faz-Se Um connosco, um de nós, para nos unir a Ele e nos elevar.
        A multidão segue-O. Vamos nós também. Sigamos. Vejamos. Ouçamos. Também duvidamos das Suas palavras? E do Seu amor? Ver para crer! Por vezes, diante do sofrimento e das dificuldades, parece que não há sol nem esperança. Quereríamos um sinal inequívoco que podemos contar com Deus e que Deus está na nossa vida. Jesus desafia-nos: quem acredita n'Ele tem a vida eterna, encontra um sentido para a vida, que ultrapassa o tempo, a morte, o sofrimento.

Sem comentários:

Enviar um comentário