terça-feira, 27 de setembro de 2016

E puseram-se a caminho...

       Aproximando-se os dias de Jesus ser levado deste mundo, Ele tomou a decisão de Se dirigir a Jerusalém e mandou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram numa povoação de samaritanos, a fim de Lhe prepararem hospedagem. Mas aquela gente não O quis receber, porque ia a caminho de Jerusalém. Vendo isto, os discípulos Tiago e João disseram a Jesus: «Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu que os destrua?». Mas Jesus voltou-Se e repreendeu-os. E seguiram para outra povoação.
(Lc 9, 51-56)
       A vida ninguém para tira, sou Eu que a dou livremente. Jesus oferece a Sua vida pela salvação da humanidade inteira, substitui-nos na Cruz. Inocente, sem mancha, morre pelos pecadores, livra-nos da morte eterna, coloca-nos em Deus. Com efeito, a natureza humana vai com Jesus para a direita de Deus Pai.
       Hoje vemos como a firmeza de Jesus se afirma no caminho a percorrer.
       Nos discípulos há uma réstia de esperança, de que não se concretize o anúncio da Sua paixão. Jesus sabe que é inevitável. A consequência do amor à humanidade, leva-O até ao fim, até à Cruz.

Sem comentários:

Enviar um comentário