quarta-feira, 8 de março de 2017

Esta é uma geração perversa...

       Disse Jesus: "Esta geração é uma geração perversa: pede um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, senão o sinal de Jonas. Assim como Jonas foi um sinal para os habitantes de Nínive, assim o será também o Filho do homem para esta geração. No juízo final, a rainha do sul levantar-se-á com os homens desta geração e há-de condená-los, porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão; e aqui está quem é maior do que Salomão. No juízo final, os homens de Nínive levantar-se-ão com esta geração e hão-de condená-la, porque fizeram penitência ao ouvir a pregação de Jonas; e aqui está quem é maior do que Jonas" (Lc 11, 29-32).
       Ao ouvirmos hoje Jesus notamos uma certa indignação, ainda que Ele saiba o quanto é difícil a Sua mensagem ter plena aceitação, mas também sabe que um coração atento, disponível para o bem, para acolher os dons de Deus, poderá facilmente entrar no caminho da felicidade, da santidade, da salvação.
       Depois de vários sinais dados por Jesus - milagres, expulsão de espíritos impuros, anúncio da Palavra de Deus, acolhimento dos mais pobres e desfavorecidos, perdão dos pecados -, a incredulidade de muitos levam-n'O a ter este desabafo. Se as multidões reconhecessem o dom de Deus, como tudo seria tão diferente!
       O próprio filho do Homem - Jesus Cristo - será um sinal para esta geração, para todas as gerações. Cabe-nos acolher o sinal e deixarmo-nos converter. Não basta possuir talentos, ou receber dons, é necessário desenvolvê-los, colocá-los ao serviço dos outros. A presença de Jesus (como sinal) vale se deixarmos que a Sua presença seja impulsionadora na transformação da nossa vida e do nosso mundo.
       Por outro lado, na nossa vida há muitas situações que carecem de comprovação, como por exemplo a confiança que depositamos em alguém. Essa confiança é que nos vai levar a aproximarmo-nos dela. Se pelo contrário somos incapazes de confiar, nunca descobriremos que ela é uma pessoa de bem. A Jesus pedem-lhe um sinal inequívoco, depois de terem visto diversos prodígios. Jesus diz-lhes e diz-nos que o verdadeiro sinal é Ele mesmo, com a Sua vida e assim o será na morte e ressurreição...

1 comentário:

  1. "Pois se reconhecessem os dons de Deus tudo seria difrente" na verdade.
    Gostei de pensar nestas coisas.
    Obrigada
    Utilia

    ResponderEliminar