quinta-feira, 3 de março de 2011

Jesus de Nazaré - um Deus que sofre, um homem que luta contra o poder...

       "Jesus de Nazaré" é o segundo volume do mais recente livro de Bento XVI/Joseph Ratzinger.
       Era um projecto que tinha antes de ser eleito Papa, em 2005, e que levou para a frente, propondo a figura de Jesus, reportando-se sobretudo aos Evangelhos. Depois da fragmentação que muitos teólogos e estudiosos fizeram de Jesus, acentuando o Jesus da história em contraponto ao Cristo da fé, vem a "síntese" da fé. Embora tendo em conta os dados da história e da crítica literária, a acentuação vai para a fé.
       “Em Jesus aparece o ser humano como tal. Nele se manifesta a miséria de todos os prejudicados e arruinados. Na sua miséria, reflecte-se a desumanidade do poder humano, que assim esmaga o impotente”...
       “A humanidade encontrar-se-á sempre de novo perante a mesma alternativa: dizer «sim» àquele Deus que age apenas com o poder da verdade e do amor ou apoiar-se no concreto, naquilo que está ao alcance da mão, na violência”...

       O primeiro volume de «Jesus de Nazaré» tinha sido publicado em 2007 e era dedicado à vida de Cristo desde o Baptismo à Transfiguração.
       O segundo volume, a apresentar, no Vaticano, no próximo dia 10 de Março, reporta-se essencialmente à Semana Santa
       Um terceiro volume está a ser escrito por Bento XVI, que vai abordar os chamados «Evangelhos da infância», sobre os primeiros anos da vida de Jesus.
       Toda a obra começou a ser escrita nas férias de 2003, antes da eleição de Joseph Ratzinger como Papa.

Fonte e desenvolvimento da notícia: Agência Ecclesia.

Sem comentários:

Publicar um comentário